terça-feira, 1 de junho de 2010

A virgem dos lábios de mel: Iracema.


IRACEMA ( sinopse)
( 1865)

Contextualização ;

O Autor : José de Alencar
Tempo literário : Romantismo ( prosa/ 1836/século XIX)


Definição da identidade nacional
-Pós- Independência


Características gerais
-Nacionalismo : paisagismo/ indianismo.
-Sentimentalismo
-Subjetivismo
-Liberdade de criação
-Individualismo
-Literatura da burguesia.

IRACEMA “ A Lenda do Ceará
Um poema americano ( anagrama).

Estrutura :
33 capítulos curtos.
Capítulo 1- Prólogo- proposição : Natureza e índio irmanados e idealizados.

Épico : histórico/ patriótico/ a colonização do Ceará.
E
Lírico : subjetivo, impregnado de musicalidade e intensa poesia.


Foco narrativo : 3° pessoa ( observador).

Tempo/Espaço : Século XVII –(1603) – O Ceará.

Linguagem: português com incursões pelo idioma tupi.

Estilo : intensamente poético,descritivo por excelência, adjetivação excessiva.


Argumento histórico : formação político-social do Ceará ( com a real presença de personagens citados :Martim, Poti, Jacaúna,Irapuã, Tabajaras e Pitiguaras.

Personagens :

Iracema – ira = mel + ceme= lábios – índia tabajara

Martim : descendente de Marte / guerreiro branco
Coatiabo : coatiá=pintar + aba = criatura, gente

Moacir : “parido e nutrido pela dor”
O primeiro brasileiro , cearense.

Poti : ilustre personagem da história nacional no combate às Invasões Holandesas. ( Antônio Felipe Camarão)

Tabajaras : senhores das aldeias
Irapuã = Mel Redondo.

Pitiguaras :Senhores dos vales
Jacaúna = jacarandá preto


Rituais simbólicos :

Quebrar a flecha = celebração da paz

Segredo de jurema = licor fabricado por folhas de uma árvore ( provoca alucinação); a bebida de Tupã.

O colar de guerra : troféu de valentia confeccionado com dentes dos inimigos mortos.

A NATUREZA em Iracema :

Transfigurada : consciência nacional.
Elevada a personagem.
Divinizada.

Terra-mãe: embebida de valores históricos.
Força propulsora da imaginação.

Força vital : símbolo da grandeza da pátria.

A heroína e a natureza fundem-se para simbolizar a pátria ( identidade nacional).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário